Pé de Infância: projeto de mudança de comportamento é apresentado para as cidades da Rede Urban95

Projeto foi apresentado pela parceira técnica Allma Hub Criativo e será lançada dia 24/05

Com o objetivo de incentivar comportamentos positivos na primeira infância, o programa Pé de Infância foi apresentado para as cidades da Rede Urban95 durante webinar realizado em 07/05.

O projeto da Urban95 foi realizado pela Allma Hub Criativo, organização especialista em comportamento e parceira técnica da Rede. “Aceitamos o desafio de transformar teoria em prática, pegar todo o repertório teórico e estratégico de uma fundação mundial [a Fundação Bernard van Leer], que tem muitas práticas testadas, e localizar isso em nosso país, nos municípios que a gente trabalha”, afirma Ana Marques, consultora da Allma.

Para o Pé de Infância ser efetivo e se desenvolver como planejado, a Allma buscou atentar-se ao que os teóricos da primeira infância, mas também ao que comunidades, crianças e cuidadores, dizem. Por isso, Thais Ferreira, mãe, periférica e ativista, participou do processo de escuta como consultora para a criação do projeto.

“A gente precisou desta escuta atenta para as vozes, precisou ter 95 centímetros de altura e olhar a cidade na perspectiva da criança pequena, precisou chamar o Brasil de ‘Brasis’, a infância de ‘infâncias’ e pensar no adultocentrismo, que impera as coisas e hostiliza, muitas vezes, e tratar a criança no centro de tudo e trabalhar uma perspectiva totalmente invertida”, explica Ana.

O resultado desta busca é o uso de uma linguagem visual e verbal acessível e cativante para a população em geral, que disponibiliza uma caixa de ferramentas com ações e produtos para apoiar na gestão fundamental e municipal da primeira infância.

Intervenções do projeto Pé de Infância nas ruas de Jundiaí – SP (Crédito: Prefeitura de Jundiaí)

Tudo no Pé de Infância tem o objetivo de ser simples como uma brincadeira de criança, para atrair, provocar interesse e engajar as pessoas no cuidado dos bebês e crianças pequenas.

A singeleza desta caixa de ferramentas também se mantém para os gestores. “Tudo o que a gente precisa entender é que as crianças pequenas precisam de conexão afetiva, interações positivas e com significado”, conta Ana.

O projeto, que foi testado nas cidades de Jundiaí (SP), Fortaleza (CE) e Ubiratã (PR), integrantes da Rede Urban95, disponibiliza para os municípios estratégias e peças de comunicação de  materiais institucionais; mudança de comportamento; e guias de operação e implementação.

Os materiais para promover essas experiências para as crianças estarão disponíveis a partir do dia 24/05 no site: www.pedeinfancia123.com.br.

Recordar a infância e cuidar do presente

Antes de apresentar o Pé de Infância, os gestores, técnicos e funcionários das 14 cidades que integram a Rede Urban95 receberam o convite para imaginar a criança que eram aos cinco anos de idade. A proposta foi feita pelo educador e poeta André Gravatá.

O coautor do livro “Volta ao mundo em 12 escolas” levantou reflexões sobre a infância com poesias como “Questão 111”, de Manoel de Barros:

“O rio que fazia uma volta atrás de nossa casa era a imagem de um vidro mole que fazia uma volta atrás de casa.
Passou um homem depois e disse: Essa volta que o rio faz por trás de sua casa se chama enseada.
Não era mais a imagem de uma cobra de vidro que fazia uma volta atrás da casa.
Era uma enseada.
Acho que o nome empobreceu a imagem.”

(BARROS, M. O livro das ignorãças. Rio de Janeiro: Record, 2001.)

“Porque esse homem empobrece essa imagem dessa criança?”, questionou Gravatá, impulsionando a avaliação sobre como os adultos podem interferir na criatividade, imaginação e desenvolvimento das crianças.

“A poesia pode ser esse lugar dos adultos se misturarem novamente com o mundo, é um dos jeitos de brincar de imaginar”, afirma ele.

Para Gravatá, os adultos tomam decisões que interferem na vida das crianças e requer uma perspectiva a partir dela. “Percepção requer envolvimento”, diz, convidando todos e todas a se envolver com a primeira infância a partir também das memórias de suas próprias experiências.

Ana Marques comenta que “as crianças que acabaram de chegar ao mundo encontraram uma crise sanitária muito grande, então, nosso trabalho é um resguardo desta criança que está nascendo agora”.

Para retratar o Pé de Infância, é usada a imagem de um broto nascendo, simbolizando o convite para regar coletivamente essa semente. “As crianças pequenas precisam acreditar que o mundo é bom”, afirma Ana.

Siga a Rede Urban95 e da Allma Hub Criativo no Instagram para acompanhar o lançamento do Pé de Infância.

Assista ao webinar completo de apresentação do Pé de Infância no canal do YouTube Rede Urban95 Brasil.

A Rede Urban95 é uma iniciativa da Fundação Bernard van Leer e do Instituto Cidades Sustentáveis, reunindo 14 cidades com o objetivo comum de desenvolver e fortalecer programas e políticas para crianças de 0 a 6 anos de idade. Recentemente, integraram a Rede as seguintes cidades: Aracaju (SE), Brasiléia (AC), Campinas (SP), Caruaru (PE), Crato (CE), Fortaleza (CE), Ilhéus (BA), Jundiaí (SP), Niterói (RJ), Pelotas (RS) e Ubiratã (PR).

A iniciativa visa estimular os municípios a incorporar, no planejamento e na gestão, o foco no desenvolvimento da primeira infância a partir de ações e políticas públicas efetivas neste campo. Este webinar é parte de uma série de capacitações do programa.

webinarpedeinfancia
Foto: Felipe Cardoso/Escola de Notícias – Urban95

CONHEÇA MAIS SOBRE O PROJETO PÉ DE INFÂNCIA E DEMAIS PROJETOS URBAN 95