O que é a Urban95

A Urban95 é uma iniciativa internacional da Fundação Bernard van Leer que visa incluir a perspectiva de bebês, crianças pequenas e seus cuidadores no planejamento urbano, nas estratégias de mobilidade e nos programas e serviços destinados a eles. Gestores públicos e técnicos recebem apoio e capacitação sobre formas de contribuir com o desenvolvimento integral das crianças a partir da experiência das cidades, identificando e atuando nos territórios onde os bebês e suas famílias estão, em especial aqueles mais vulneráveis.

Convida assim líderes, gestores públicos, arquitetos e urbanistas a pensar as cidades sob a perspectiva de quem tem 95 cm – a altura média de uma criança de 3 anos. A iniciativa visa incorporar as lentes da primeira infância na gestão das cidades, a partir de ações efetivas que promovam interações positivas, contato com a natureza nos espaços urbanos, proximidade entre serviços e mudanças duradouras nos cenários que moldam os primeiros anos da vida de nossos cidadãos.

É preciso uma cidade inteira para educar uma criança. E sabemos, uma cidade boa para crianças pequenas será boa para todos. A Rede Urban95 está presente em Israel, Peru, Turquia, Holanda, Jordânia e Índia.

Urban95 no Brasil

A Rede Urban95 Brasil surgiu com o objetivo de promover, desenvolver e fortalecer programas e políticas públicas voltadas ao bem-estar e qualidade de vida das crianças de 0 a 6 anos nas cidades brasileiras.

O projeto apoia os municípios na elaboração de diagnósticos locais sobre a experiência e o acesso do público infantil e seus cuidadores aos espaços urbanos, disponibilizando dados para embasar a construção de políticas públicas mais assertivas para a primeira infância e alinhadas a outras agendas estratégicas locais.

A secretaria estratégica da rede, composta pela Fundação Bernard van Leer e Instituto Cidades Sustentáveis, oferece apoio técnico nos temas de urbanismo e mobilidade, com foco em crianças pequenas e seus cuidadores, além de uma consultoria para o aprimoramento de ações e políticas públicas na área.

Integram a rede Urban95 Brasil 24 municípios. Em fase avançada de mobilização há: Aracaju (SE), Boa Vista (RR), Brasiléia (AC), Campinas (SP), Caruaru (PE), Crato (CE), Fortaleza (CE), Ilhéus (BA), Jundiaí (SP), Niterói (RJ), Pelotas (RS), Recife (PE) e São Paulo (SP). E em fase de integração há: Alcinópolis (MS), Alfenas (MG), Benevides (PA), Canoas (RS), Cascavel (PR), Mogi das Cruzes (SP), Paragominas (PA), São José dos Campos (SP), Sobral (CE), Teresina (PI) e Uruçuca (BA).

Confira os municípios no mapa completo:

 

Cada uma das 24 cidades conta com apoio técnico da Rede Urban95, com foco no aprimoramento e consolidação de programas temáticos. O projeto seguirá as seguintes frentes de trabalho:

  • Diagnóstico detalhado sobre a primeira infância – Os dados são fundamentais para a construção de políticas públicas que reflitam as necessidades reais das cidades e seus cidadãos e que, com informações qualificadas em mãos, gestores podem tomar decisões mais acertadas;
  • Assessoria técnica em mobilidade e planejamento urbano para transformação dos acessos e espaços públicos na cidade;
  • Aprimoramento de políticas e programas – Especialistas em políticas públicas apoiarão na localização de prioridades nos territórios, especialmente para políticas voltadas à primeira infância já existentes;
  • Construção, implementação e monitoramento de Planos Municipais pela Primeira Infância – Apoio à sistematização de boas práticas de políticas públicas implementadas e outras estratégias para garantir sua sustentabilidade ao longo do tempo;
  • Suporte para a construção e implementação de uma campanha de mudança de comportamento – Capacitação a partir de metodologias com foco na melhoria da qualidade das interações entre cuidadores e bebês e crianças pequenas;
  • Narrativas de comunicação com grupos locais – Rede de jornalistas e comunicadores da sociedade civil para fomentar pautas relacionadas à primeira infância e a construção de uma narrativa sobre a infância que se integre ao desenvolvimento urbano sustentável.

Idealização

Ao longo dos últimos anos, a Fundação Bernard van Leer e o Instituto Cidades Sustentáveis participaram juntos da consolidação de importantes projetos ligados à primeira infância no município de São Paulo, como o Observatório da Primeira Infância e o Mapa da Desigualdade da Primeira Infância. Com esse acúmulo de experiências, são agora parceiros na mobilização da Rede Urban95 Brasil.

Fundação Bernard Van Leer

A Fundação Bernard van Leer é uma fundação privada holandesa que busca desenvolver e compartilhar o conhecimento de experiências que funcionam no desenvolvimento da primeira infância. Ela fornece apoio financeiro e expertise para parceiros de governos, sociedade civil e privada para ajudar no teste e ampliação de serviços que efetivamente melhorem a vida de crianças pequenas e suas famílias.

Nos últimos 50 anos, trabalhou em todas as regiões do mundo e firmou parcerias em mais de 25 países, levando a inovações na prestação de serviços e treinamento, amplamente adotados por governos e organizações sem fins lucrativos, sobre como incrementar a saúde, nutrição e educação de crianças pequenas Saiba mais >>>>

Realização

Instituto Cidades Sustentáveis

O Instituto Cidades Sustentáveis busca mobilizar, sensibilizar e comprometer a sociedade e o poder público para um desenvolvimento justo e sustentável das cidades brasileiras, por meio do Programa Cidades Sustentáveis e da Rede Nossa São Paulo. Seu objetivo é melhorar a qualidade de vida das pessoas, a partir do combate às desigualdades, da promoção dos direitos humanos, da participação social, da transparência e da defesa do meio ambiente. Saiba mais >>>>

Centro de Criação de Imagem Popular – CECIP

O Centro de Criação de Imagem Popular, fundado em 1986, tem como compromisso institucional induzir políticas públicas para o aperfeiçoamento da cidadania e a construção de uma educação para todos. Em diversos projetos, ao longo de quase três décadas, consolidou o seu compromisso com as crianças, valorizando seu protagonismo e sua participação na construção de uma sociedade mais justa e democrática. Em sua gestão da Secretaria Executiva da RNPI – Rede Nacional Primeira Infância 2015/2017, o CECIP desenvolveu, com o apoio da Fundação Bernard van Leer, a Plataforma Criança é Prioridade e implantou o curso online para Elaboração do Plano Municipal da Primeira Infância. Saiba mais >>>>

Parceiros técnicos

Allma Hub Criativo

A ALLMA é um Hub Criativo que atualiza marcas, movimentos e pessoas às mudanças que precisam acontecer no mundo, tornando possível a criação de projetos que conectam diferentes negócios que também enxergam além-ponte e percebem a necessidade de uma nova relação entre as pessoas, o consumo e mundo. Criado, liderado e conduzido por mulheres que compartilham seus saberes sobre comunicação, design, inovação e sustentabilidade. Saiba mais >>>>

Instituto da Infância – IFAN

Desde 1999, o Instituto da Infância – IFAN é uma organização sem fins lucrativos, independente que desenvolve ações de prevenção e cuidados à infância de crianças de 0 a 12 anos no Nordeste brasileiro. Com ética, transparência e diálogo, o IFAN gera e compartilha conhecimentos inovadores sobre as infâncias, atuando em parceria com o Terceiro Setor, em âmbito nacional e internacional, o poder público e a iniciativa privada para desenvolvimento de seus programas e projetos. Saiba mais >>>>

Instituto de Tecnologias Geo-Sociais- ITGS

O Instituto de Tecnologias Geo-Sociais – AddressForAll, associação sem fins lucrativos, tem as suas ações guiadas pela defesa dos dados abertos, da descentralização, do conhecimento livre, da qualidade da informação geoespacial e da aplicação da tecnologia como ferramenta para uma sociedade justa, contribuindo na construção de cidades democráticas e inteligentes, na redução das desigualdades e na proteção e assistência social e ambiental. Saiba mais >>>>

Criança e Natureza

O programa Criança e Natureza é uma iniciativa do Instituto Alana e tem como objetivo defender o direito de toda criança a viver em um meio ambiente saudável, fortalecendo o seu vínculo com a natureza. Para isso, o programa traça estratégias intersetoriais para que diferentes áreas, tais como saúde, educação, meio ambiente, cidade e clima, possam atuar com o propósito de oferecer melhor qualidade de vida às crianças e maior acesso aos espaços naturais, investindo na construção de cidades mais verdes e amigáveis às crianças. Saiba mais >>>>

ARIES

A ARIES é uma organização social de inovação e estratégia, sem fins lucrativos, apartidária, que tem como propósito pensar estrategicamente o desenvolvimento de longo prazo do Recife, contribuindo para inclusão social, para redução das desigualdades, para a resiliência ambiental da cidade frente às mudanças climáticas. A ARIES entende a cidade como um organismo vivo, dinâmico e complexo, que caminha de forma dinâmica para o futuro, através de articulação, colaboração, convergências e conflitos entre as pessoas e seus espaços. Acreditamos na participação popular como pilar para o desenvolvimento do Recife, afinal, o futuro da cidade é construído diária e coletivamente a partir dos desejos e necessidades de todas as cidadãs e os cidadãos. Saiba mais >>>>

WRI Brasil

O WRI Brasil é um instituto de pesquisa que transforma grandes ideias em ações para promover a proteção do meio ambiente, oportunidades econômicas e bem-estar humano. Atua no desenvolvimento de estudos e implementação de soluções sustentáveis em clima, florestas e cidades. Alia excelência técnica à articulação política e trabalha em parceria com governos, empresas, academia e sociedade civil. Saiba mais >>>>

AVSI Brasil

A AVSI Brasil é uma organização local vinculada ao contexto internacional por meio da parceria com a Fundação AVSI, ONG de origem italiana que atua em mais de 30 países, presente no Brasil desde os anos 80. Sua missão é tornar as pessoas, em situações de vulnerabilidade ou emergência humanitária, protagonistas do próprio desenvolvimento, da sua família e comunidade, por meio de projetos sociais em diferentes áreas. Saiba mais >>>>

Ateliê Navio

O Ateliê Navio se orientou como um escritório focado nos temas de cidades, infâncias e educação. É um grupo formado por mulheres de diversas expertises e regiões do Brasil, que se preocupa em desenvolver projetos, guias técnicos, desenho de mobiliário e intervenções urbanas que ajudem na construção de melhores espaços públicos, na inclusão da infância nas cidades, na caminhabilidade, e em espaços educativos. Procura saídas que ajudem, em primeiro lugar, na inclusão social, e em segundo, em temas eco ambientais. Sua prática se traduz como a busca por cidades e espaços mais verdes e educadores. Saiba mais >>>>

Estúdio+1

O Estúdio+1 desenvolve projetos e consultorias que apoiam-se em bases conceituais e teóricas fundamentados em metodologias específicas para cada situação, levando sempre em consideração os levantamentos de dados, o reconhecimento dos locais e as suas especificidades, abrangendo e avaliando estudos existentes. Nossas metodologias têm como princípio uma visão multidisciplinar, que inclui as áreas de geografia, gestão ambiental e engenharia, atrelados à uma visão humana e social. Nosso trabalho busca, assim, fornecer aos clientes projetos, consultorias e planos urbanos responsáveis, através de processos eficazes, coerentes e inovadores. Saiba mais >>>>

Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB

O Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB, fundado em 1921, é um coletivo que debate e produz ações de referência sobre as políticas de habitação, de saneamento, ambiental, urbanísticas, de ordenamento territorial e de preservação do patrimônio cultural, desenhadas a partir do reconhecimento da dignidade humana em uma visão política de equidade, cidadania e respeito ao meio ambiente. Realiza um trabalho constante e consistente de divulgação da arquitetura brasileira por meio de concursos, mostras e premiações, com destaque para a Bienal de Arquitetura de São Paulo e os congressos brasileiros de arquitetos, realizados a cada três anos. É uma entidade sem fins lucrativos, de livre associação e presente em todas as regiões do país por meio de seus departamentos estaduais. Saiba mais >>>>