A importância da comunicação familiar para o desenvolvimento infantil

O bebê, desde o seu nascimento, começa a se relacionar e a aprender por meio da interação e de relacionamentos significativos, nos quais ela recebe afeto de seus adultos cuidadores. Tal interação é essencial para o desenvolvimento das crianças, e sua importância é comprovada pela ciência.

Quando pais e outros cuidadores conversam, cantam e brincam com seus bebês, eles ajudam os bebês a construírem um cérebro saudável e programado para aprender e interagir com os outros. Diversos estudos científicos já comprovaram que uma comunicação familiar afetuosa é um dos melhores indicadores de que a criança será bem-sucedida na escola e um adulto mais feliz e mais saudável.

De acordo com o Guia Urban95 – ideias para ação, criado para ajudar governos municipais e sociedade civil a entenderem a importância de investir nos bebês, “interações verbais com bebês e crianças pequenas beneficiam profundamente seu desenvolvimento social e habilidades de linguagem, assim como o vínculo entre cuidador e criança”.

O material afirma que contar histórias, cantar e ler cria um importante alicerce para o desenvolvimento socioemocional, assim como para o desenvolvimento da linguagem e para a posterior alfabetização.

Além disso, responder aos sons, às expressões e aos movimentos das crianças pequenas por meio de conversas chegou a ser relacionado ao QI delas durante a adolescência. Interações verbais podem tomar muitas formas, e não é necessário um cuidador alfabetizado para que isso aconteça. 

Cuidadores podem inventar suas próprias histórias ou contar histórias que conhecem de memória e observar livros com a criança. Segundo a publicação, falar e cantar para bebês e crianças pequenas também ajuda no desenvolvimento das habilidades socioemocionais: se os pais mencionam e discutem suas emoções e perguntam às crianças como elas estão se sentindo, elas aprenderão a ter consciência de suas emoções e serão mais capazes de controlá-las.

Como transporte e mobilidade podem contribuir para a comunicação familiar

Confira ideias e sugestões de design e planejamento urbano family-friendly com a mobilidade familiar em mente que podem contribuir para a comunicação familiar. As sugestões do Guia Urban95 – ideias para ação são:

  • O tempo gasto durante os traslados no transporte público pode ser utilizado para brincar e interagir com a criança; 
  • Calçadas que oferecem oportunidades de brincar, explorar e descansar promovem o bem-estar dos cuidadores e crianças e fomentam conversas, interações responsivas, entre outros comportamentos que favorecem o desenvolvimento infantil;
  • O projeto Urban Thinkscape na Filadélfia, Estados Unidos, transformou pontos de ônibus e áreas adjacentes ao utilizar quebra-cabeças e postes de iluminação que projetam histórias animadas sobre as calçadas. O projeto incrementou o uso de linguagem numérica, espacial e de cores entre as crianças, estimulou a comunicação familiar entre cuidador e criança e aumentou a atenção dos cuidadores nas atividades dos pequenos.