A importância de aprender e ensinar na infância

As experiências que temos durante os primeiros anos são importantes para toda a vida

A criança só aprende quando vai à escola. Brincar não é importante para o aprendizado, é só um passatempo. Infelizmente, essas são ainda muitas concepções distorcidas quando o assunto é aprender na infância.

Ainda hoje, muita gente acredita que as crianças só aprendem quando estão na sala de aula ou que os bebês só começam a aprender aos seis meses de vida, por exemplo. Além disso, a maioria da população não considera que atividades como andar, correr e falar também são possibilidades de aprender na infância. O ato de brincar nem sempre é entendido em todo o seu potencial, sendo imprescindível para o desenvolvimento infantil e para a construção de identidades e laços sociais. 

Mas a verdade é que é brincando que se aprende. Além de um direito previsto em lei, aprender e ensinar é tão importante ao desenvolvimento da primeira infância quanto dormir e se alimentar. 

Aprender brincando

As interações que as crianças têm com cuidadores adultos estimulam seu cérebro em muitos aspectos

Brincadeiras interativas são essenciais para estimular conexões nos cérebros de bebês e crianças pequenas, ajudando no desenvolvimento motor, cognitivo e nas habilidades socioemocionais. 

Quando as crianças brincam com adultos, com outras crianças ou até mesmo sozinhas, elas estão experimentando técnicas de solução de problemas e de interação social. Interações como abraços, contato visual, vocalizações e gesticulações são mutuamente agradáveis e constroem um vínculo emocional entre cuidador e criança, ajudando-a a compreender o mundo que a rodeia.

Durante o ato de brincar, as crianças desenvolvem habilidades novas e criam novos métodos e pontos de vista, tornando-se mais ativas em seu desenvolvimento. Aprender e ensinar na primeira infância acontece entre familiares, professores e amigos, nos mais diversos contextos e espaços. Justamente por isso, é importante avaliar a qualidade dos ambientes em que as crianças vivem.

Aprender na escola 

Espaços de ensino são parceiros dos cuidadores no desenvolvimento das crianças

As creches ainda não são vistas como lugares de aprendizagem e de importância crucial no início da vida. Podem ser consideradas locais em que as crianças são cuidadas durante o período em que seus pais trabalham, mas a verdade é que a Educação Infantil (primeira etapa da Educação Básica oferecida em creches e pré-escolas) é diretamente responsável pelo nível de bem-estar das pessoas ao longo da vida. 

Espaços de Educação Infantil devem valorizar a liberdade para explorar os contextos, garantindo às crianças formas de aprendizagem diferentes, criativas e que permitam a troca entre adultos e crianças. Aprender e ensinar são atividades contínuas.

Aprender nas cidades

Atualmente, mais de um bilhão de crianças moram em cidades. Cidades podem ser lugares maravilhosos para crescer e aprender na infância, mas também podem apresentar sérios desafios para a saúde e o bem-estar de bebês, crianças pequenas e das pessoas que cuidam deles – que vão da escassez de espaços na natureza e de lugares seguros para brincar, poluição do ar e congestionamentos de tráfego ao isolamento social. 

Ao mesmo tempo, a urbanização está crescendo tão rapidamente que as cidades representam uma oportunidade única para ajudar bebês e suas famílias a se desenvolverem integralmente.

Além disso, em muitos cenários urbanos, brincar de forma não estruturada ao ar livre é simplesmente impossível, uma vez que a maioria das famílias não têm espaços seguros e limpos ao seu alcance. Estar ao ar livre pode proporcionar infinitas possibilidades de explorações motoras, de pensar criativamente, de aprender mais sobre o meio ambiente. Exercícios físicos podem ajudar a melhorar o humor tanto das crianças como de seus cuidadores. 

Bebês e crianças pequenas precisam de cidades com espaços seguros e saudáveis, onde os serviços essenciais sejam de fácil acesso; cidades que permitam interações afetuosas frequentes e responsivas com adultos carinhosos e que ofereçam um entorno seguro e fisicamente motivador para brincar e explorar. Brincando é possível aprender na infância.