Bebeteca – Guia prático para implementação

Este manual visa incentivar e viabilizar a criação de espaços de estar para bebês, crianças pequenas e seus cuidadores em equipamentos como creches, centros de referência de assistência social (CRAS) e unidades básicas de saúde. Traz orientações conceituais e técnicas para a produção de mobiliários modulares, incentivando também que os equipamentos insiram elementos da cultura na implementação das bebetecas. A publicação é do Estúdio +1 e da Onírica Urbe.

Todos os modelos de mobiliário estão disponíveis para download.

Bebeteca: Espaço de encontros e descobertas em família

Bebetecas são espaços construídos para bebês de 0 a 3 anos, onde cada mobiliário, brinquedo e livro incentiva a autonomia, a ludicidade e o desenvolvimento físico, motor e sociomocional dos pequenos.Nesta dupla publicação, criada pelo Instituto Descobrir Brincando em parceria com a iniciativa Urban95, são apresentadas referências teóricas e práticas de como implementar bebetecas.

O Guia de Apresentação traz princípios teóricas sobre bebetecas, a importância da mediação nestes espaços e também exemplos no Brasil e no mundo. Já o Guia de Implementação traz dados como especificações técnicas, atividades formativas para mediadores, pacotes de comunicação e outras ferramentas para a construção das bebetecas.

Guia de Apresentação
Guia de Implementação

Guia Passo a Passo Ruas de Brincar

A iniciativa Ruas de Brincar incentiva moradores de Jundiaí (SP) a solicitar autorização à Prefeitura para fechar um trecho de via aos domingos e feriados, encorajando a ocupação das ruas por crianças e promovendo assim autonomia,  um resgate de brincadeiras e intercâmbio geracional. Este guia contém informações sobre como funciona o programa, dicas de brincadeiras, esclarecimentos sobre o processo que deve ser feito com os vizinhos e a prefeitura, além de orientações para o dia das ativações, podendo servir de inspiração para ações similares em qualquer cidade. A publicação é do Ateliê Navio, com apoio do Cidade Ativa e conteúdo da comunicação da Allma Hub.

 

Caderno de experiências das cidades da Rede Urban95

O caderno reúne políticas e iniciativas para a primeira infância das 27 cidades que fazem parte da Rede Urban95 no Brasil. As experiências se encaixam nos eixos de espaços públicos e natureza, programas e serviços e também sustentabilidade e governança, relatando etapas de implementação, resultados, orçamento, atores envolvidos na realização das ações, além de recomendações para outras cidades. A publicação, que foi utilizada nas dinâmicas com representantes da cidades que participaram do Encontro Urban95 2023, foi feita pelo CECIP Centro de Criação de Imagem Popular.

Projetos de leitura para a primeira infância – Balaio de Livros

A publicação Projetos de Leitura para a Primeira Infância é uma coletânea de conteúdos e referências sistematizados a partir da consultoria realizada pela iniciativa Balaio de Livros com Alcinópolis (MS), Teresina (PI) e Uruçuca (BA) nos últimos meses. Nesse material, vocês vão encontrar dicas de montagem de acervo e de atividades de sensibilização, além de sugestões de como montar um plano de ação para projetos literários na sua cidade. A iniciativa Balaio de Livros é do CECIP Centro de Criação de Imagem Popular, com apoio da FvL.

Checklist Equipamentos Amigos da Primeira Infância

Guia que apoia gestores e técnicos a analisar se os equipamentos da cidade estão aptos a atender as necessidades da primeira infância e seus cuidadores. O material traz critérios para avaliar os equipamentos, considerando espaços externos e internos, comunicação visual, áreas do entorno, programação e atividades. Ele também está recheado de dicas sobre pinturas e grafismos brincantes, mobiliário lúdico, espaços de brincar naturalizados, e muito mais! O checklist é uma realização do Ateliê Navio em parceria com o CECIP Centro de Criação de Imagem Popular.

Jornada Online Primeira Infância – JOPI 2

A segunda edição da JOPI foi desenhada para apoiar supervisores e multiplicadores na orientação e capacitação dos visitadores do Programa Criança Feliz para o atendimento às famílias gestantes, com crianças até 3 anos e com crianças até 6 anos do Benefício de Prestação Continuada (BPC). A experiência de aprendizagem é multiformato – audionovelas, vídeos, textos e quizzes – em uma plataforma virtual de aprendizado rápido com navegação em formato de redes sociais. A jornada é constituída por 4 trilhas: Gestante, Uso de telas, Criança com deficiência e a trilha bônus Liderança.

Ideias para parquinhos para crianças de 0 a 3 anos

Esta publicação é dedicada a parquinhos, praças e parques e levanta questões pertinentes às necessidades de crianças de 0 a 3 anos e de seus cuidadores. Em vez de chegar a conclusões definitivas, fornece princípios e sugestões para inspirar administradores públicos, legisladores, projetistas e cidadãos a explorar ideias novas e criativas. O guia é parte do projeto Istanbul95.

Parques naturalizados: paisagens para um brincar natural

Criada pelo programa Criança e Natureza, do Instituto Alana, a publicação defende a construção de parques naturalizados para aproximar crianças em contexto urbano da natureza. No livro, gestores e equipes técnicas encontram sugestões de como criar projetos e políticas públicas que contemplem parques e pátios naturalizados, além de dicas de como escolher os locais, fazer a manutenção e chamar a comunidade para se apropriar desses espaços verdes.

Guia de princípios para remodelação das praças para infância em Recife

A publicação realizada pela Agência Recife para Inovação e Estratégia (ARIES), a Prefeitura de Recife e a Fundação van Leer, com elaboração do Estúdio +1, traz diretrizes conceituais, técnicas e boas práticas para fomentar a criação de praças para a primeira infância na capital de Pernambuco. Reconhecendo a importância desses espaços para as crianças da cidade, o guia indica possíveis estruturas e estratégias para o desenvolvimento de novos espaços.

Guia de brinquedos e mobiliários

A publicação apresenta 14 sugestões de brinquedos e mobiliários que podem compor um parque ou pátio naturalizado. Cada estrutura conta com uma ficha para download, detalhando os materiais necessários, as habilidades instigadas pelo mobiliário, além de um passo a passo completo para a construção e implementação. O Guia foi produzido pelo programa Criança e Natureza, do Instituto Alana, em parceria com a Fundação Bernard van Leer, em parceria com o Ciranda da Vida.

Guias para o desenvolvimento de bairros amigáveis à primeira infância (BAPIs)

As quatro publicações constituem o conjunto de Guias para o Desenvolvimento de Bairros Amigáveis à Primeira Infância (BAPIs). Desenvolvidos em parceria com o Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), oferecem ferramentas e conhecimentos baseados na realidade brasileira para que gestores urbanos e projetistas possam incluir a perspectiva da primeira infância e de seus cuidadores no planejamento, no desenho urbano e na gestão dos bairros.

O jogo como ferramenta – Boas práticas urbanísticas para a primeira infância brasileira

Em formato lúdico, próprio para atividades que envolvam crianças, o jogo também pode ser usado com gestores públicos e organizações que buscam encontrar soluções para os problemas associados à primeira infância. A brincadeira propõe trazer novos atores para participar do planejamento e da escolha de soluções para seu território.

Caderno com instruções >> 
As cartas do jogo >>
Ficha síntese >>
O tabuleiro >>

Desenhando ruas para crianças

Este guia captura as melhores práticas, estratégias, programas e políticas internacionais que as cidades ao redor do mundo têm usado para projetar espaços que permitem que crianças de todas as idades e habilidades utilizem o bem mais abundante das cidades – as ruas. Nele, há recomendações de design e estudos de caso que destacam ruas seguras, agradáveis e inspiradoras para crianças e cuidadores. A publicação é uma iniciativa da Global Designing Cities Initiative (GDCI).

Cidades para brincar e sentar: uma mudança de perspectiva para o espaço público

Esta publicação do Criança e Natureza, programa do Instituto Alana, apresenta um passo a passo do processo de intervenção no espaço público das cidades de Griesheim e Brühl, na Alemanha, que levou em conta a participação e os interesses de crianças, idosos e pessoas com mobilidade reduzida. O guia detalha etapas do planejamento e a identificação de rotas relevantes, mapeadas por crianças e idosos, que resultaram na escolha dos locais para a instalação de objetos para brincar e sentar.

Primeiros passos: mobilidade urbana na primeira infância

Com o objetivo de explorar a relação e o impacto que a mobilidade urbana tem sobre o desenvolvimento e a qualidade de vida da primeira infância, o Instituto de Políticas de Transportes e Desenvolvimento (ITDP) realizou um estudo no município de Recife (PE), com o apoio da Fundação Bernard van Leer e o suporte da Secretaria de Planejamento e Gestão de Recife (SEPLAG/PCR). O material traz recomendações específicas para Recife, mas também sugestões gerais para outras cidades brasileiras que desejam avançar no tema.

Guia para pontos de ônibus que acolhem a primeira infância

Este guia procura apoiar, de forma simples, os gestores públicos e urbanistas a implementarem intervenções eficazes nos pontos de ônibus e seus entornos, garantindo segurança, conforto, interação social e inspiração para as crianças, seus cuidadores e todos os cidadãos.

Caderno de ferramentas: soluções de primeira infância em espaços públicos e modos ativos de deslocamento em Aracaju

Publicação do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), esse trabalho tem como objetivo propor ao poder público estratégias e ferramentas capazes de direcionar o desenvolvimento de desenhos urbanos e ações comunitárias que considerem a primeira infância como norteadora dos projetos. No intuito de tecer realidades possíveis, o material surge de especificidades locais expressadas no cenário da maioria das cidades brasileiras.

Acesso para bebês, crianças pequenas e pessoas cuidadoras

Esta publicação é a base bibliográfica do curso Mobilidade e acesso para bebês, crianças pequenas e seus cuidadores, disponível na plataforma do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP). Dividido em três módulos e voltado para planejadores urbanos, o curso mostra possibilidades de intervenções urbanas e no sistema de transporte que facilitam o direito à cidade para a primeira infância e sua rede de apoio. Conteúdo em português e inglês.

Sumários executivos “Por um método de escuta sensível” e “Escuta de crianças sobre a natureza e as mudanças climáticas”

Entre 2018 e 2020, os consultores Ana Cláudia Leite e Gandhy Piorski ouviram crianças das cinco regiões do Brasil para entender como elas enxergam a natureza e o que pensam de temas relacionados a mudanças climáticas, como poluição e desmatamento. O resultado pode ser conferido nas publicações Por um método de escuta sensível das crianças, que apresenta a metodologia da pesquisa, e Escuta de crianças sobre a natureza e as mudanças climáticas, que traz as produções e narrativas das crianças que dialogam com a questão ambiental.

Ver publicação Por uma Escuta Sensível >>
Ver publicação Escuta de crianças sobre a natureza e as mudanças climáticas >>

Cidade que brinca

O projeto Criança Fala, realizado entre 2015 e 2017 no bairro do Glicério, em São Paulo (SP), foi uma experiência de construção da cidade a partir da perspectiva diversa e única das crianças. Neste livro, escrito pela socióloga Nayana Brettas e com prefácio de Francesco Tonucci, são compartilhadas metodologias e aprendizados sobre o projeto, e como é possível construir uma cidade mais amigável para crianças a partir de seus próprios olhares.

Jornada Online Primeira Infância – JOPI

A JOPI foi desenhada para apoiar os atores do Programa Criança Feliz, do Ministério da Cidadania, durante a visitação domiciliar do público prioritário do programa. Sua experiência de aprendizagem é multiformato, considera as diferentes formas de aprender e é 100% remota, pelo WhatsApp. A jornada é constituída por 5 sessões de aprendizagem e os temas principais são: abordagem com as famílias, rotina de cuidados, brincar e desenvolvimento motor.

Mês da primeira infância: um guia para cidades Urban95

O guia é um material de apoio e incentivo para cidades que estão se preparando para o Mês da Primeira Infância, que acontece em agosto. A publicação traz ideias de atividades voltadas a crianças, cuidadores, gestores e profissionais da rede de apoio, além de sugestões de como criar uma programação inclusiva, diversa e descentralizada.

Guia de acolhimento familiar

Criado pela Coalizão pelo Acolhimento em Família Acolhedora, do qual a Fundação Bernard van Leer e organizações parceiras participam, este guia proporciona uma compreensão ampla sobre o que é o Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora e suas principais características, parâmetros e benefícios para crianças e/ou adolescentes acolhidos.

Leitura literária: o livro como mediador de encontros

A publicação propõe estratégias para aproximar crianças pequenas da literatura. A cartilha sugere formas de mediar leitura, formas de escolher livros, e também como montar ambientes propícios para momentos literários para a primeira infância e seus cuidadores.

Álbum do bebê “Nossa História”

A publicação lúdica e sensível possibilita o registro dos primeiros 1000 dias do bebê, período que compreende da gestação aos dois anos de vida e que é fundamental para a construção de uma infância e uma vida adulta saudáveis. Feito para ser preenchido com informações e memórias dessa etapa, o material traz também sugestões e dicas sobre paternidade positiva, redes de apoio, educação não violenta, brincar livre e na natureza, o uso dos espaços urbanos, além de amamentação, vacinação e direitos da gestante, da família e do bebê. O álbum foi produzido pelo CECIP, em parceria com a Pistache Editorial e a Descobrir Brincando.

Publicação para impressão (ideal para gráficas) >>
Vídeo >> 

Pé de Infância – Cantar, brincar e contar histórias

Dentro desse kit, criado em parceria com especialistas em mudanças de comportamento da organização Allma Hub Criativo, você encontra uma série de vídeos que mostram a importância de atividades como a hora do banho, hora do recreio, hora da história, além dos cuidadores incentivando os filhos pequenos a participarem das tarefas do dia a dia, como lavar uma moto. Também mostra que as interações e as brincadeiras podem ser criadas de maneira divertida e usando objetos do dia a dia, como, por exemplo, batatas.

Pé de Infância – Cria na Paz

A campanha Cria na Paz propõe uma série de ferramentas para abordar a educação não violenta, e conta com minivídeos da psicanalista e escritora Elisama Santos. As ferramentas incluem materiais de comunicação para espaços públicos, posts para redes sociais, ideias para comunicação com cuidadores e estão disponíveis gratuitamente nos sites da campanha, que faz parte do Pé de Infância, iniciativa da Urban95 em parceria com a Allma Hub.

Assista aos vídeos >>
Acesse a caixa de ferramentas >>

Pé de Infância – Brincar Livre

A campanha Brincar Livre traz ferramentas que incentivam a brincadeira em momentos do cotidiano como forma de fortalecer vínculos, e teve consultoria do pediatra e sanitarista Daniel Becker. As ferramentas incluem materiais de comunicação para espaços públicos, posts para redes sociais, ideias para comunicação com cuidadores e estão disponíveis gratuitamente nos sites da campanha, que faz parte do Pé de Infância, iniciativa da Urban95 em parceria com a Allma Hub.

Assista aos vídeos >>
Acesse a caixa de ferramentas >>

Quali-Urb Infância

O QualiUrb Infância é um método para monitoramento da qualidade do ambiente urbano percebida em rotas escolares, concebido em parceria com o WRI Brasil em sua primeira versão e ampliado pelo Ateliê Navio em sua versão 2.0. A ferramenta permite a avaliação de elementos que qualificam o espaço urbano para a primeira infância, contemplando as etapas de planejamento, coleta e análise de dados.

O método de avaliação proposto na versão 1.0 facilita a avaliação de atributos urbanos que tornam o trajeto até a escola a pé ou por bicicleta mais seguro, confortável e interessante, por meio da percepção dos cuidadores das crianças entre 0 e 6 anos.

A versão 2.0 expande o modelo de análise, incluindo as barreiras que impedem cuidadores de realizar os trajetos escolares por modos ativos, condições de acessibilidade experimentadas nos caminhos e amplia o escopo para ser mais inclusiva, aumentando também o tamanho do questionário.

Acesse a versão 1.0 >>
Acesse a versão 2.0 >>

Primeira infância no OpenStreetMap

Os dois volumes do Primeira Infância no OpenStreetMap apresentados a seguir são um convite à execução de mapeamentos voltados para a primeira infância, utilizando o OpenStreetMap como ferramenta de mapeamento colaborativo. O volume 1 introduz a ferramenta, mostrando como editar, visualizar e extrair dados de mapas. O volume 2 aprofunda o uso da ferramenta.

Acesse o volume 1 >>
Acesse o volume 2 >>

O que já aconteceu nas cidades urban95 e o que vem por aí

Produzida pelo Instituto Cidades Sustentáveis, organização que mobiliza a Rede Urban95, esta é uma publicação parcial, elaborada para contar sobre os avanços e aprendizados do projeto até dezembro de 2020 e inspirar as cidades que fazem parte da Rede.

Manifesto Urban95

Neste documento são apresentadas as características de uma cidade Urban95, visando ajudar as lideranças das cidades a lidar com os enormes desafios que as crianças pequenas e seus cuidadores enfrentam todos os dias.

Guia Urban95 – Ideias para ação

O Guia Urban95 foi criado para ajudar governos municipais e seus parceiros da sociedade civil a entenderem a importância de investir nos bebês, crianças pequenas e nas pessoas que cuidam deles. Traz ideias factíveis e orientações sobre como realizá-las.